segunda-feira, junho 19, 2006

Toda a verdade (ou quase toda) sobre...a verdadeira importância do "5º elemento"!

O que seria uma equipa de futebol sem os seus adeptos? O que seria uma relegião sem os seus fiéis? O que seriam os grandes ídolos sem os seus fãs?
E pergunto eu: O que seria uma Banda de Música e, mais concretamente, a última fila (que, geralmente, são clarinetes) sem o seu "5º elemento"?
O quê não sabem o que é o 5º elemento?
Pois então, caros amigos, não consta da vossa cultura geral, a existência desta maravilhosa espécie em vias de extinção (ou se calhar até não).
Trata-se de uma espécie peculiar nos seus comportamentos e atitudes, com interesse pela música ou simplesmente com interesse em figurar junto dos músicos em momentos de desfile, procissões e afins.
O verdadeiro "5º elemento" está em todo lado, em qualquer região deste país e agora (em tempo de romarias) sai à rua mais do que nunca.
E a nós, elementos integrantes de uma Banda de Música (propícia à companhia destes "fiéis seguidores"), cabe-nos tipificá-los, enquadrá-los em grupos para mais facilmente os reconhecermos e definirmos enquanto "companheiros" de jornada, de desfile, arruados e procissões.
  • Temos em primeiro lugar o "5º elemento" de origem sazonal, que faz as suas primeiras aparições (e quase únicas) por altura da Páscoa ou Semana Santa. Trata-se de uma pessoa com muita dificuldade em medir as distâncias e geralmente gosta de ter o peito encostado aos músicos da última fila. Distrai-se muito facilmente e depressa "embate" contra as pessoas,as quais lhe dão dicas indirectamente, mas que recebem como resposta um sorriso, um belo sorriso de desconhecimento do quanto incomoda levar com um "tamanho 46" nas costas, a cada compasso que se tenta tocar. É um "5 elemento" verdadeiramente preocupado com aqueles que faltam no grupo (principalmente os elementos que lhe são mais queridos) e chega a ficar triste com a sua ausência. Ultimamente esteve muito "fashion" na sua última aparição (procissão da semana santa), onde envergou uns modernos óculos de sol (estilo Dolce & Gabana), numa procissão onde o sol não costuma estar presente. Esta é, talvez, a raínha da espécie "5 elemento"!
  • Por outro lado, temos os denominados "5ºs elementos em série". Neste grupo figuram pessoas muito devotas que geralmente rezam o terço em voz alta, mandam calar quem vai a falar e nos momentos de paragem avançam contra a última fila, pisam-lhes os pés, tiram-lhes os sapatos e ainda refilam. Para estes, a Banda de Música é completamente desnecessária, só "faz barulho" e se pudessem, estes "5ºs elementos" iam todos debaixo do pálio com o Sr. Padre. Lamentámos mas têm de nos aguentar.
  • Existe, ainda, o grupo dos "5ºs elementos aspirantes a músicos". Esses sim gostam de fazer parte da formatura da banda e, geralmente, não poupam esforços para se integrarem nas filas e de irem o tempo todo "coladinhos" ao pessoal. Para estes, dar-lhes uma farda e um instrumento seria uma dávida. E digo isto porque não se justifica estarem tanto tempo no meio da banda e não se aperceberem que o lugar deles não é bem ali.

Caros amigos a lista já vai longa mas não termina aqui....não deixarei de tentar definir os restantes. Por agora, poderão reflectir no quanto estas pessoas são importantes....e no contributo que prestam em cada vez que se apresentam (boa disposição está-se mesmo a ver!)

to be continued..................................

2 comentários:

Marcia Barros disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Marcia Barros disse...

Continua...tás a sair-te muito bem, nesta historia do 5º elemento :)