terça-feira, dezembro 19, 2006

Feliz Natal


A todos os Amigos da Associação Banda dos Bombeiros Voluntários de Esposende,
A todos os que "passam" por este Blog,
Aos que nunca passaram,
A todos os que contribuem com histórias e comentários,
A todos os que se interessam pelas Bandas Filarmónicas,
A todos os que acham isso desinteressante,
A todos os músicos,
Aos mais afinados e aos que nunca afinaram,
A TODOS, sem excepção....

O "Blog Amigos da Banda dos Bombeiros Voluntários de Esposende" deseja um FELIZ NATAL e um PRÓSPERO ANO NOVO, com muita alegria, muita música à mistura, num modo Allegro e com os sustenidos no sítio.
Tenham um Natal e uma Passagem de Ano sem DÓ e em 2007 venham todos a SI!!

segunda-feira, dezembro 18, 2006

Concerto de Natal - Orquestra de Sopros



No próximo sábado dia 23-12-2006, pelas 21h30, terá lugar na Casa da Música de Antas o Concerto de Natal pela Orquestra de Sopros da Escola de Música da Banda dos Bombeiros Voluntários de Esposende, com a participação especial do Grupo Pentágono.
A entrada é livre e deixo-vos o programa do concerto como sugestão de véspera do Natal.


I PARTE
Quinteto “Pentagono”
1. Sempre Fidelis - J. Sousa- Arr: J. Hall
2. Blues For Five - Bert Mayer
3. Little Brummer Boy - Arr: Bud Udell
4. We Wish You A Merry Christmas - Arr. John Rutter
5. Jingle Bells - Arr: V. Sequeira

II PARTE
Orquestra de Sopros
1. Storie di Tutti I Giorni - Arr. Ron Sebregts
2. Spirit Stallion of the Cimarron - Hans Zimmer
3. The Roch - Hans Zimmer
4. Ondas do Danúbio - Arr: V. Sequeira
5. Mexican Festival - Quincy C. Hilliard
6. Abba Gold - Arr. Ron Sebregts
7. White Christmas - Arr. R. Beck
8. Christmas concerto N. 2 - Arr. Robert Smith
Solistas:Flauta Susana Rolo, Sax. Alto Hugo Saleiro, Trompete Andre Azevedo
9. Triologia de Natal - Arr: V. Sequeira
Maestro: Valdemar Sequeira

sexta-feira, dezembro 15, 2006

Concerto de Natal

É já hoje, sexta feira dia 15 de Dezembro pelas 21h30 que se realiza na Casa da Música de Antas o concerto de natal promovido pelo Grupo Pentágono (com elementos da Nossa Banda).
É de louvar a iniciativa e de perdoar a minha publicação tardia deste evento, mas espero que sejam muitos os espectadores do espectáculo que promete já que o Grupo Pentágono tem mostrado um trabalho bastante proveitoso.
Aos elementos deste grupo resta-me dar os meus sinceros Parabéns pelo Vosso trabalho, os comentários são bastante positivos e esse é o feedback suficiente para que continuem a trabalhar neste projecto que nasceu de vós próprios, do vosso trabalho e da vossa insistência. Por estas razões merece todo o apoio dos Amigos da Banda e o incentivo para que continuem a investir neste projecto.

quinta-feira, dezembro 07, 2006

segunda-feira, novembro 27, 2006

sexta-feira, novembro 17, 2006

Pensar em (o) que vale a pena.

Não te escondas nas sombras dos outros,
Deixa que cada pensamento siga o seu reflexo.
O mesmo deves fazer com os sonhos
e com teus pensamentos.

Não te deligues, nem te demitas.Participa;
Mas não penses que te vais safar toda a vida.
Em todo caso fica mais perto da saída,
Pois aí é que se respira...

Arranca as asas a aguía sem pena (dò)... (dó)...
Depois esfola-a ou depena-a.
Quando tiveres bastante penas a tua volta,
Enche o travesseiro e oferece-o a toda a gente.

Não te animes ao pensar que haverá sempre um gano
Aonde as folhas te protegerão.
Pode ser. Se for, melhor...
Esta deve ser a tua a(l)titude.

Tudo tem um limite, minha filha;
Não te apoquentes em vão se as folhas
no inverno caírem, pois assim está delineado,
os apiadeiros da corrente viva.

Se por saberes ouves,
Ou por ouvir sabes.
Nao penses que todos assim o pensam ou o são
Pois muitos nada sabem... ou ouvem... ou não são

A vida da voltas e voltas que a roda não tem,
Mas por muitas contas que faças, o PI não muda.
A sombra aumenta com a noite clara,
E dessaparece na aurora penumbrante.

Respira pousadamente e sente,
Ao respirares lentamente sente.
Que quanto mais respirares,
Menos tens para inspirares.

È bom que se saíba.
Que isto não é plágio.
Mas, nem por isso se possa tornar,
Neste desconcertante addagio.


São sentenças delirantes, mas que, no fundo foram copiadas,
E não pensem que estou alucinado
Apenas procuro perceber o que pensas.
Prisão? Não... Pensamento.


PS:
Por favor não fumem casca de cebola.