sexta-feira, maio 26, 2006

"Santos da Casa ainda fazem milagres"

Eu oponho-me ao velho ditado e por isso acho que é desprovido de qualquer sentido quando nos referimos, por exemplo, à participação da Nossa Banda em romarias bem conhecidas nas redondezas de S. Paio D'Antas. Já lá vai o tempo em que dizíamos "Santos da Casa não fazem milagres"!
Essas romarias a que me refiro são ricas em tradições e programas festivos de "arromba" e, desde há muitos anos, orgulham-se de convidar as melhores bandas do país (dizem eles!)... É curioso que se por lá passarmos encontramos sempre as mesmas bandas, sim...aquelas que igual a tantas outras tentam "fazer música" da melhor maneira, mas as quais são valorizadas pelo "nome" que possuem, o qual vingou no panorama musical há uns tempos.
Pois...já devem ter percebido que este comentário sai em jeito de protesto e antecipando dois serviços musicais que temos nessas romarias onde só vão as "melhores bandas do país".
Finalmente estaremos nas "praças musicais" da Festa da Srª. do Livramento, em Fragoso, já no próximo dia 28 de Maio, e na festa em honra de Sta. Marinha, em Forjães-Esposende, no dia 18 de Julho.
Será que deram o "braço a torcer" e reconheceram o trabalho da banda?
Não sabemos, mas terá sido uma decisão polémica e que não reuniu consenso, quase de certeza.
O facto de estar a expor a minha opinião nesta matéria tem uma razão de ser...Numa passagem pela net, numa página sobre Fragoso, visitei o link da "Festa do Livramento 2006 - Programa" e qual não foi o meu espanto...uns simples parêntises por baixo do nome da nossa banda (que por sinal está incorrecto!), fazem a diferença...
Passo a citar, "a Banda dos B.V. Esposende, da vizinha freguesia de S. Paio, é actualmente uma das melhores do país. O seu maestro, que já dirigiu bandas militares, granjeou-lhe fama".
Pois caro(a) amigo (a), não percebi porque as outras bandas não tiveram direito a parêntises. Tratou-se de um elogio sincero?
Esperemos que sim, mas já agora gostaria de comentar...não somos famosos pelo maestro, poderemos ser reconhcidos mas é por um trabalho conjunto. A Banda são os músicos, o maestro, a Direcção e todas as pessoas que a apoiam e reconhecem o seu trabalho.
E é esse trabalho que gostamos de apresentar, em qualquer sítio para onde formos, mesmo que seja para as romarias onde só vão "as habituais" melhores bandas do país..
E por lá mostraremos que existe um trabalho que exige esforço e disponibilidade dum conjunto de pessoas que tentam fazer sempre o melhor, apesar da condição de "amadores" da maior parte dos elementos da Banda.
Peço desculpa pelo desabafo...e já agora se quiserem dar uma vista de olhos à página que vos falei aqui fica o link http://www1.interacesso.pt/~jotabe/index.htm

Saudações Musicais

1 comentário:

P. Couto disse...

Apoiado, Manela. Paulo Couto