quinta-feira, maio 24, 2007


De 15 a 17 de Junho, na Covilhã19.Mai.2007MasterClass de clarinete com António Saiote

Entre 15 e 17 de Junho próximo, terá lugar na Covilhã uma Master Class de clarinete com aquela que será, provavelmente, a principal referência no domínio do clarinete em Portugal, tendo mesmo criado “escola” neste domínio. Nem mais nem menos que o prof. e maestro
António Saiote.Trata-se de um evento organizado pelo Conservatório Regional de Música da Covilhã que, desta forma, proporciona uma oportunidade única aos clarinetistas daquela região do país. Para quando uma iniciativa deste género na nossa Banda?

9 comentários:

Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Duarte disse...

Paulo


Não basta ter recursos financeiros, mas sobretudo "abertura de espirito" para captar iniciativas do gênero.
Como membro da Direcção tenho uma opinião própria acerca destas iniciativas, que eventualmente se poderiam alargar a coloquios, exposições, masterclasse, ensaios comentados, e outras iniciativas inovadoras. Ora não sei, nem consigo descortinar se os outros membros desta direcção estariam receptivos a iniciativas do género. Como vocês dizem isto vai ter que ser falado!!!

Vamos ver se outra direcção, porque esta estará de saída, pelo menos avaliar pelas palavras do presidente, orienta a estratégia da banda por estes caminhos, que sendo de dificil realização seriam inovadores e trariam bastante pretigio à nossa Banda!!!


Tenho dito


Duarte Neiva Ferreira

Manuela Cunha disse...

Oh Duarte, desce lá da lua e bem vindo à terra!
A Direcção é um todo e se, às vezes é complicado fazer uma simples tarefa como divulgar um evento a tempo e horas (como foi o caso de um certo concerto da orquestra de sopros), ou por exemplo elaborar um simples calendário desta época, ainda que provisório, evitando os músicos de andar "empoleirados" na porta de entrada a passar as datas do concerto,ou por exemplo irem buscar os músicos de longe às horas marcadas...são meros exemplos mas muito significativos. E dizes tu organizar outras iniciativas? Ensaios comentados???Mas tu queres melhores comentários que os do Maestro? Isso é pogramação para a casa da Música do Porto (e em tempo de festa) e são concertos comentados!!
Bem, mas nas questões da Direcção é muito fácil "sacudir a água do capote" e coisas tão básicas deixam-se por fazer (* tão fáceis como mudar uma lâmpada):).
Acho que esses eventos de que falas são muito importantes mas está visto que só organizados por músicos ou pelo próprio maestro, que muitas vezes faz aquilo que membros da Direcção não fazem.

Desculpem lá o desabafo...

Duarte disse...

Nela

No comentário que fiz, apenas tentei dar uma opinião pessoal sobre a interpelação do Paulo, agora não pretendi falar sobre a direcção no todo, porque felizmente ou infelizmente não sou eu que defino a estratégia da banda, e tambem não estavas à espera que estando aqui à um ano e meio pude-se sozinho "lutar" contra ideias, opiniões e inciativas de quem está aqui á 5 anos, que bem ou mal, com maior ou menor deficuldade tem conduzido os destinos da banda. É claro que tenho ideias que de alguma forma podem melhorar a banda, que não sendo determinantes podem ajudar melhorar a imagem da banda.

Em relação aos falhanços que (me) apontas, à direcção, ora diz-me se o concerto da orquestra de sopros teve a sala vazia, se os musicos de longe deixaram de vir por não estarmos lá sempre às horas marcadas, ou se o calendário chegou no fim da época. Talvez tenha havido algumas falhas, mas se fossem só falhas esta direcção ja não estaria no activo. Em relação ao calendário ele só foi feito e destribuido, numa altura que voçês consideram tardia, por ordem do presidente, e se calhar pensas que neste assunto ou noutro qualquer eu o iria contrariar. Ele que o diga! ele sabe que temos tido algumas "discussões" sobre iniciativas que se podem criar em favor da banda. Uma vez perco, e fico convencido outras vezes ganho, como no caso do filme que se projectou no jantar da banda, olha como é o caso deste blog, que no inicio sofreu alguma resistencia por parte de alguns sectores da banda, e da direcção, como é o caso da campanha "Banda de Música um patrimonio a preservar" que com uma semana de atraso ao que anunciei vai ser lançada amanhã!, e como é o caso de outra iniciativa que está em preparação e se o PRESIDENTE e o MAESTRO, e em ultimo recurso os MÚSICOS concordarem vai ser posta em pratica na Festa da Srª das Vitórias!!
Quanto às iniciativas do Maestro, ele tem o bom senso de falar com o presidente sobre essas iniciativas, e os musicos tambem, pensas que se o presidente não concorda-se ou não desse o seu apoio estas iniciativas se realizavam?? duvido! Ou uma iniciativa que numa assembleia foi deixada ao critério dos musicos, que foi a celebração de aniversário da banda do ano passado em que não se inovou mas pelo contrario retrocedeu-se! è uma opinião pessoal, houve algum tipo de comentários depreciativos por parte dos membros da direcção, acho que não.
Nela, tenho muita estima por ti mas acho que foi comentário infeliz, acho os Músicos, o maestro e a direcção devem se encaixar perfeitamente de modo a fazer um puzle perfeito ou quase perfeito que é o que a nossa banda precisa de ser. Ora quando não houver respeito, humildade,quando as pessoas não souberem ocupar o seu lugar e existir uma busca de protagonismo facil é meio caminho para qualquer associação acabar!!

Quanto a mim resta me a humildade de reconhecer que não sou uma pessoa perfeita, assumo os meus erros, tenho ambição para minha vida e para a banda, mas sobretudo até agora tenho a minha conciencia limpa em relação ao que fiz por esta associação e só isso me basta!


Duarte Neiva ferreira


Ps: Nela louvo a tua frontalidade porque se calhar disseste o que muitos pensaram!!!

Manuela Cunha disse...

Duarte,

Temo que tenhas direccionado todo o sentido do cometário para o papel que desempenhas na direcção, e na minha opinião, não o deves fazer, porque mais uma vez, digo que a direcção e a Banda deve ser um todo, com opiniões diversas é claro mas que rume em conjunto com a finalidade de obter o mesmo objectivo. Tu mesmo o dizes no final do teu cometário (feliz) e por isso estamos inteiramente de acordo.
Os simples exemplos que dei, e os quais defines como falhanços são meros exemplos que caracterizam as dificuldades que temos no interior da nossa Banda para obtermos um sentido de Organização, mas não são falhanços teus, se os assumes quase em jeito de "enfiar a carapuça" fazes muito mal. Estás na direcção da Banda hà tempo suficiente para perceber como as coisas funcionam e eu e outras pessoas estamos ao dobro do tempo para percebermos que há determinados aspectos que nunca funcionam no sentido da melhoria contínua. Depois não precisas de "esclarecer" por esta via as tua oposição a determindas "medidas" e estratégia da direcção e, mais importante que isso, não deves insinuar que as pessoas são mal intencionadas nos comentários que fazem, que faltam ao respeito às pessoas e que buscam protagonismo fácil.
No fundo Duarte, até reiteras o meu comentário e a minha opinião quando referiste a "resistência" ao Blog e outras situações porque estás a concordar que às vezes a MUDANÇA é muito difícil de encetar mas, na minha opinião, não é de todo impossível. Quanto à organização do Aniversário não vale a pena estar a deslindar desculpas para os músicos não se terem empenhado porque simplesmente elas não existem. Este tipo de situações não têm desculpa e não adianta estarmos a dizer isto ou aquilo para nos justificarmos. Não fizemos e ponto final! E deves pensar que eu julgo que o Maestro toma iniciativas sem consultar a Direcção...não, de todo, se assim fosse não fazia sentido termos uma Direcção porque bastavam os Músicos e o Maestro.
Prezo muito a tua simplicidade e humildade, e acima de tudo o teu trabalho e o que gostarias de fazer pela Banda. Contudo, também sei de algumas dificuldades que possam "oprimir" o teu trabalho e o de muitas outras pessoas.
Por outro lado, nunca fui muito da opinião ou apologista da "filosofia" do resultado, isto é, para mim o processo é muito importante, aquilo que empenhamos para concretizar alguma ooisa, o esforço que fazemos, os meios aos quais recorremos, entre outras coisas. Mais concretamente e pegando no exemplo do concerto, o resultado foi a sala cheia ou quase cheia e o processo foi divulgar tarde e pelos mesmos meios, agora suponhamos que era um acontecimento "mais importante" como seria? Simplesmente não nos empenhamos no "processo" Por exemplo, no caso de ir buscar os músicos o resultado é eles estarem lá e não deixarem de vir mas não nos empenhamos "no processo" de evitarmos a sua espera prolongada repetidamente.
Mas agimos todos um pouco da mesma forma, afinal de contas "quem nunca tirou uma boa nota num exame sem ter estudado nada?" (exemplo infeliz a juntar ao comentário).
Bem, resta-me dizer que tenho que me deixar desta frontalidade disfarçada com o "humor negro", porque senão o Paulo não faz mais nenhuma postagem, com receios das "trovoadas" :)

Saudações Musicais*

floriano disse...

MEDO
È de louvar este fervilhão participativo que começa a ebolir no nosso blog.
Para mim não é novidade que muitos de nós desejamos o melhor para a BAnda senão não fariamos parte activa dessa mesmo,mas penso que não nos devemos esquecer que a banda é o puto que se matriculou este ano e aquele que pensa em se matricular daqui a dois anos porque aínda não tem idade,é o sr. Artur ,antónio ,manuel ou manuel e a maria tambem que leva os muidos a escola de musica ,são os pais,as esposas e os filhos ,são os colegas que acompanham os musicos as festas ,aos ensaios aos concertos.Somos nós músicos,são todos os membros da direcção (uns mais activos outros menos)é o regente(Sr.Valdemar Sequeira).
È igualmente e sem menos importancia a postura a apresentação a qualidade a quantidade a intensidade a responsabilidade a laboriosilidade e não querendo chatear mais paropor aqui que faz de nós uma Banda tal e qual como nós somos.
Não é por uma falhas ou pelo maior protagonismo de fulano ou pelo menor empenho de cicrano que melhoramos como individuo é mais pelo colectivismo que qualquer associação possue e necessita para poder submergir acima ,para podermos melhorar e orgulharmos do que fazemos é com o trabalho de todos e repito todos é que BAMOS para a frente.
Não devemos ferir supceptibilidades académicas ou do povo e por que não do governo com dúvidas de receptibilidades ,de iniciativas ,de protagonismos ou de vanglorificações (não se deve apontar para a seguir alguém nos meter o dedo no olho).
O TODO somos nós (eu ,tu, ele ,nós ,vós e eles) este conjunto é que é a Banda.
Não se trata de sacudir a capota, de ser-se humilde de culpabilizar o vizinho de dar a entender que não se quer entender mas sim de fazermos o melhor de nós todos pois só assim é que todos saíremos contentes e felizes com o resultado.
Trata-se mesmo de fazer algo ,de melhorar ,de contribuir ,de dar ,de sofrer,esta interação,este díalogo faz com que os nossos objectivos ultrapassam e favoreçam o crescimento e desenvolvimento musical.

Duarte e Nela nota-se que vocês gostam da Banda e isto é saúdavel ,
As trevoadas são propícias e necessárias como todos sabemos um bem haja para a Banda para todos quantos nela participam e para todos quanto nela acreditam.


SAUDAÇÕES MUSICAIS

Manuela Cunha disse...

Floriano

É por isso que é bom saber que pessoas como tu fazem parte da nossa existência.
:)

Duarte disse...

Concordo ctg Nela, o Floriano, entre outros é um valor importante no nosso grupo não só como Músico, mas sobretudo como pessoa, eu tive a prova disto no ultimo Domingo.

Abraço Floriano


Duarte Neiva Ferreira